McConnell’s Sign: um importante achado ecocardiográfico

Quem faz terapia intensiva ou maneja pacientes críticos provavelmente já ouviu falar no sinal de McConnell. Este é achado ecocardiográfico comumente presente em pacientes com tromboembolismo pulmonar (TEP) que evoluem com disfunção do ventrículo direito (VD). Para demonstrá-lo, trago um relato de caso de uma causa incomum de embolia pulmonar.

Paciente de 27 anos, sem comorbidades prévias, no curso de 40 semanas de gestação (sem intercorrências durante todo o período gestacional), submetida à cesárea por não progressão de trabalho de parto. Logo após o procedimento, apresentou hemorragia uterina com perda estimada em aproximadamente 2L de sangue e, apesar da correta reposição volêmica, evoluiu com hipoxemia e hipotensão refratária.

Uma nova abordagem cirúrgica não demonstrou nenhum sangramento que justificasse tal instabilidade hemodinâmica (FC 150 bpm, PA 70×50 mmHg e SpO2 90% com suporte de O2 suplementar, além de oligúria apesar de reposição volêmica vigorosa).

Após ser transferida para uma unidade de terapia intensiva, exames laboratoriais demonstraram perfil de alteração compatível com coagulopatia intravascular disseminada (CIVD), injúria renal aguda (IRA) e hiperlactatemia. Troponina inicial elevada (492 ng/L) sem, contudo, fazer curva. Eletrocardiograma com taquicardia sinusal e alterações inespecíficas da repolarização ventricular em parede inferior.

Diante desse contexto, pensaram nos seguintes diagnósticos diferenciais: embolia amniótica, miocardiopatia periparto, anafilaxia, choque séptico e SARs.

Assim, foi realizado um ecocardiograma: função ventricular esquerda preservada (descartando miocardiopatia periparto), porém com dilatação do ventrículo direito e função sistólica do VD reduzida. Além disso, foi notado acinesia do segmento médio da parede livre do VD com hipercontratilidade do ápice (achado consistente com Sinal de McConnell). Ainda, havia regurgitação tricúspide moderada e imagem hiperecogênica “serpentinosa” no interior da veia cava inferior sugestivo de trombo.

VD dilatado e hipercinesia de ápice.
Veia cava inferior com imagem sugestiva de trombo em seu interior

Tomografia de tórax confirmou embolia pulmonar da artéria segmentar basal e estudo abdomino-pélvico mostrou trombose de veia gonadal direita com pequena extensão até veia cava inferior, além de necrose renal cortical bilateral.

Diagnóstico final: embolia amniótica

O Sinal de McConnel é um achado ecocardiográfico distinto descrito em paciente com embolia pulmonar aguda. Caracterizado por uma característica alteração da contratilidade segmentar do ventrículo direito, na qual há uma acinesia do segmento médio associada a uma hipercinesia da região apical, resultando em disfunção sistólica do VD. 03 mecanismos possíveis foram sugeridos para explicar tais alterações:

1- Na embolia pulmonar aguda, o ápice do VD é repuxado em direção ao ventrículo esquerdo em razão da hipercontratilidade deste por um estado hiperdinâmico;

2- O VD assume uma geometria mais esférica para equalizar o estresse parietal na parede endocárdica secundário à uma sobrecarga pressórica súbita (aumento da pós carga pela hipertensão pulmonar);

3 – Isquemia localizada na parede livre do VD pelo aumento do estresse parietal.

De forma geral, o ecocardiograma tem baixa sensibilidade no diagnóstico de embolia pulmonar. Contudo, sua acurácia é muito maior nos casos de embolia maciça e, quando presente, o sinal de McConnell tem sensibilidade de 77% e especificidade de 94% para TEP.

5 1 voto
Avaliação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais votado
O mais novo Mais velho
Feedbacks inline
Ver todos os comentários

[…] O ecocardiograma apresenta boa sensibilidade (82%) e especificidade (93%) para o diagnóstico, representado pelo aumento da cavidade ventricular direita, com hipocinesia ou acinesia de sua parede. Em aproximadamente 50% dos casos pode ser observado do sinal de McConnell, ratificando que esse sinal não é específico de embolia pulmonar (não lembra como identificá-lo?! Então, clica aqui). […]

1
0
Adoraria lhe escutar, por favor, comente.x